Brasileira é uma das vítimas do ataque em igreja de Nice, diz Itamaray

Ela foi morta, assim como outras duas pessoas, por um tunisiano que invadiu a igreja em um ataque considerado pelo governo francês como ato de terrorismo

A brasileira Simone Barreto Silva, de 44 anos, nascida em Salvador (BA), residente na França há 30 anos, foi uma das três vítimas de um homem armado com uma faca que realizou ataque em uma igreja na cidade francesa de Nice na quinta-feira (29). Ela foi morta, assim como outras duas pessoas, por um tunisiano que invadiu a igreja gritando “Allahu Akbar” (Deus é maior), em um ataque considerado pelo governo francês como ato de terrorismo.

De acordo com o Itamaraty, a mulher deixa três filhos. “O Brasil expressa seu firme repúdio a toda e qualquer forma de terrorismo, independentemente de sua motivação, e reafirma seu compromisso de trabalhar no combate e erradicação desse flagelo, assim como em favor da liberdade de expressão e da liberdade religiosa em todo o mundo”, disse o Itamaraty em nota.

“Neste momento, o governo brasileiro manifesta em especial sua solidariedade aos cristãos e pessoas de outras confissões que sofrem perseguição e violência em razão de sua crença. O Itamaraty, por meio do Consulado-Geral em Paris, presta assistência consular à família da cidadã brasileira vítima do ataque terrorista”, finalizou o texto.

LEIA MAIS: