Saúde faz vistorias em busca de focos do Aedes aegypti neste sábado

O último relatório quinzenal sobre a situação da dengue em Londrina indicou que, desde janeiro, a cidade acumula 48.979 notificações da doença

A Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, intensifica as ações de combate à dengue com atividades neste sábado (17). Das 7 às 13 horas, os agentes de Controle de Endemias farão vistorias em imóveis, principalmente residências que estavam fechadas nas visitas feitas de segunda a sexta-feira, com o objetivo de identificar focos do mosquito transmissor, o Aedes aegypti.

Na região norte, as equipes irão aos bairros Portal do Sol, Jardim Athenas e Quadra Norte; na zona leste, Jardim Morumbi e Pindorama. O trabalho percorre também a região central, na Vila Recreio, Vila Brasil e Cambezinho. E na zona oeste, no Jardim Bancários e Columbia D. Para complementar as ações contra o Aedes que serão desenvolvidas em Cambé, haverá ainda aplicação de inseticida no Jardim Sabará, que fica situado na divisa dos dois municípios.

Como o material atinge apenas o inseto na fase alada, é preciso que as casas, comércios e demais imóveis fiquem abertos, para que o produto tenha maior eficácia. A aplicação do inseticida será executada também no Conjunto Hilda Mandarino, na zona norte, em pontos estratégicos.

DADOS – O último relatório quinzenal sobre a situação da dengue em Londrina indicou que, desde janeiro, a cidade acumula 48.979 notificações da doença, e dentre estas, 24.109 foram confirmadas. Foram descartados 5.930 casos, e aguardam o resultado de exames laboratoriais 18.940 notificações, que seguem em andamento.

Além da dengue, o Aedes aegypti transmite ainda o zika vírus e a febre chikungunya, que registrou dois casos confirmados na cidade. Para impedir o avanço dessas doenças, é essencial impedir a proliferação do mosquito, eliminando os possíveis criadouros, que são objeto ou local que podem acumular água, limpa ou suja.

*Com informações do Núcleo de Comunicação

LEIA MAIS: